Falha em notebooks da Dell põe usuários em risco

dell

 

Uma falha em notebooks da Dell coloca as informações pessoais de diversos consumidores em risco.

Explorando uma vulnerabilidade no certificado de segurança SLL chamadoeDellRoot, pré-instalado nos computadores portáteis da marca, hackers podem conseguir espionar os internautas e roubar informações importantes, como senhas bancárias.

Normalmente, tecnologias de criptografia dos computadores armazenam uma chave pública, que serve para consultar um servidor que tem a chave privada de criptografia. No caso dos notebooks da Dell, as duas chaves ficam neles. Ou seja, com acesso aos dados contidos nos aparelhos, é possível fazer com que navegadores como Google Chrome e Microsoft Edge reconheçam uma página falsa como verdadeira.

Roubar esses dados por meio dessa falha, entretanto, não é muito simples. Seria preciso promover um ataque conhecido como man-in-the-middle, quando um hacker intercepta informações de um computador durante sua comunicação com uma rede Wi-Fi. O processo foi apontado pelo programador Joe Nord, em seublog.

Pelo eDellRoot, é possível redirecionar o usuário de um notebook da Dell para um site falso, esteja essa página no próprio aparelho ou em um servidor mantido pelo criminoso, e o internauta entrega, sem querer, as informações para um criminoso virtual. Isso pode acontecer mesmo que o site em questão, como o de um banco, tenha criptografia de tráfego (HTTPS).

A fabricante negou ter usado o eDellRoot para coletar dados de usuários e informou que ele foi feito para enviar uma tag para o serviço de suporte online da Dell.

De acordo com o The Register, a falha de segurança atinge notebooks das linhas XPS 15, Latitude E7450, Inspirion 5548, Inspirion 5000, Inspiron 3647 e Precision M4800.

Para saber se você está vulnerável a essa falha, basta acessar este site. Se a mensagem aparecer com fundo vermelho, sim, você está vulnerável. Caso contrário, não.

A Dell informou que não vai mais pré-instalar o eDellRoot em novos computadores e prometeu uma solução para o problema.

O único navegador que não está sujeito ao tipo de ataque realizado por meio dessa falha da Dell é o Firefox, da Mozilla. O programa utiliza certificados de segurança próprios para oferecer uma navegação segura. Se você utiliza algum dos modelos dos notebooks citado acima, passar a usar o Firefox para consultar seus dados bancários é uma medida de segurança válida.

FONTE: Exame – Abril

Postado por: Iracema Teixeira

Leave a Reply