Investimentos caem, mas empresas estão mais maduras em SI

hands

Um levantamento realizado junto aos integrantes do Grupo de Gestores de Tecnologia da Informação (GGTI), de Pernambuco, concluiu que a empresas brasileiras estão despreparadas para transformação digital e enfrentam duros desafios para se ajustarem a estas mudanças. A crise econômica é um dos fatores que freou os investimentos em Tecnologia e em Segurança da Informação.

Para 50% dos consultados, esses aportes aumentarão somente em 2017, 40% acreditam que ficarão estáveis e 10% temem que sejam reduzidos mais ainda. No entanto, o avanço de novos modelos de negócios contribuiu significativamente para o aumento da maturidade da Segurança da Informação nas empresas.

“A própria informatização e a mobilidade demandam cada vez mais formas eficientes de proteção de dados. Assim que a economia brasileira se estabilizar e voltar a crescer, tenho certeza que haverá crescimento dos investimentos”, observa André Navarrete, presidente do GGTI. Segundo o executivo, as corporações já perceberam os riscos os quais suas companhias estão expostas.

“Os dispositivos móveis, até recentemente, eram quase desprotegidos e atraíram a atenção dos cibercriminosos. Com o uso intensivo destes aparelhos, a contaminação, perda de arquivos e prejuízos em transações financeiras e comerciais se tornaram frequentes”, complementa.

Na opinião de Navarrete, os ataques estão crescendo em volume e não está restrito apenas às instituições financeiras e seguradoras, mas todas em geral sem distinção de área de atuação. Por isso, as companhias devem realizar uma avaliação dos riscos aos quais os ambientes estão expostos. 

FONTE: Risk Report

 

Postado por: Iracema Teixeira

Leave a Reply